Páginas

20 agosto 2012

Antes Que Comece A Propaganda Eleitoral, Vai Uma Piadinha.



Um engenheiro caminhava por uma estrada, quando percebe um balão voando baixo. O balonista lhe acena desesperadamente, consegue fazer o balão baixar ao máximo possível e grita:
- Pode me ajudar? Prometi a um amigo que me encontraria com ele às 2 horas da tarde, mas, já são quatro horas e nem sei onde estou. Poderia me dizer onde me encontro?
- Sim! Você se encontra flutuando a uns cinco metros acima da estrada, e  está a 33 graus de latitude sul e 51 graus de longitude oeste.
O balonista escuta e pergunta, com sorriso irônico:
- Você é engenheiro?
- Sim, senhor! Como descobriu?
- Simples! O que você me disse está tecnicamente correto, porém, sua informação não me é útil e continuo perdido! Será que consegue uma resposta mais satisfatória?
O engenheiro raciocina por segundos e depois afirma ao balonista:
- E você é petista!
- Sim, sou filiado ao PT! Como descobriu?
- Fácil! Veja só: você subiu, sem preparo e sem ter a mínima noção de orientação! Não sabe  o que fazer, onde está e tampouco para onde ir! Fez promessa e não tem a menor ideia de como conseguirá cumpri-la! Espera que outra pessoa resolva o seu problema, continua perdido e acha que a culpa do seu problema passou  a  ser minha! 
É petista nato!!!


Imagem da Internet

12 agosto 2012

A Galinha E A Caçapa

video


Créditos no Vídeo.

07 agosto 2012

Olimpíadas, Cirque Du Soleil E Saudade


Vou sentir saudade dessa olimpíada. De chegar cedo no trabalho e ficar com uma aba do navegador ligado em um dos canais de transmissão. E por falar em transmissão, é deprimente assistir os jogos pela Rede Record. Uma emissora que busca audiência com sua programação e nunca a alcança, bem que poderia usar dos seus direitos, mas não, prefere passar programas como o “Balanço Geral”. Divertido, mas deprimente.

Deprimente também é a participação do Brasil em Londres. Agora nos últimos cinco dias é que estamos tentando torcer e vendo algumas medalhas pipocando pelas arenas e suas modalidades. Também nada além do que já era esperado. Enquanto em outros países o atleta é considerado um profissional, recebe incentivo para treinar, aqui no Brasil os coitados são obrigados a correr atrás do patrocínio.