Páginas

19 agosto 2007

PENSAMENTO DO FINDI

Devaneios I, II e III
É, realmente a batalha continua e terá muitos capítulos, pois até agora não conseguimos contato com a coordenadora de nosso curso, mas pela primeiras vez após quase um ano circulamos, ou melhor, perambulamos pela faculdade. Nossa!!! Como as coisas mudaram. Nosso curso até então era anual, descobrimos que tem três turmas só no 2º semestre. É o curso cresceu bastante, e a quantidade de professores novos então!!! Nossa quanta gente feia, inclusive eles (...) Agora resolveram jogar os laboratórios de informática para o subsolo, que eu prefiro chamar de Estufa, ôh lugar quente!!!!
Após esse “tur” achamos uma das nossas antigas e guerreiras professoras que nos confidenciou que a coordenadora só está presente às quintas e sextas-feira. Tudo bem, na próxima quinta nos faremos presentes na busca de uma brecha na agenda. Até lá vamos tentando contato por e-mail mesmo, mas acho que não teremos sucesso pois a baixinha está com quatro coordenações. Coitada!!! Coitada nada, bem feito mesmo!!!
Pra não ficar só na visão de aluno, tenho pena dos professores que também sofreram mudanças. A sala dos professores que antes acredito eu era melhor refrigerada, agora está numa espécie de galpão. É galpão mesmo, último andar de um anexo e com telhado de zinco.... Putz!!! Coitados!!! Quero ver e ouvir as reclamações quando chegar setembro, aquele sol do caramba, com o calor, aquilo vai virar uma sauna..... Coitados!!! Coitados nada, bem feito mesmo!!!!!
***

Mudando um pouco de assunto, por que as pessoas não se colocam no lugar das outras? Não tentam compreender a posição ou até mesmo o sentimento do próximo?
Essa semana fui obrigado a dizer não duas vezes para uma pessoa muito próxima, se ela tivesse aceitado o primeiro não, eu não ficaria com aquele, digamos, peso na consciência: “Putz!!! Será que se ofendeu?” Mas preciso pensar no meu lado. Não posso dar o passo maior que a perna, ainda mais nesse momento. Isso já aconteceu outras vezes, dizer não, não só com essa pessoa, mas eu reparo que é normal. Acontece com todo mundo. Ninguém aceita o primeiro não, aí somos obrigados a ser sinceros e com isso ferimos alguns sentimentos. Seria mais fácil aceitar a primeira resposta. Minha filosofia diz que: “Se a pessoa não aceitar da primeira vez, não insisto, prefiro acreditar que esse outro não aceitando meu convite, meu conselho, quando dou, e prefiro não dar conselho (porque não gosto que interfiram na minha vida) quem sairá perdendo é ele...” e pronto!!!! Reflitam se quiserem!!!!
***
Hoje é o batizado de uma Menina Muito Especial para nós, a pequena Maria Eduarda lá muito longe no interior de São Paulo, mas um lugar muito bonito e acolhedor. Pessoas acolhedoras, coisa que está sumindo nas capitais, principalmente nessa.
Vai ser um festão, eu sei. Espero que seja.
Pelo que sei a mãe prefere feijoada, num lugar quente pra caramba, mas parece que o pai quer churrasco, acho mais viável.
Descobri que vai ser realmente feijoada. Que dê tudo certo!!!
De mesmo certo mesmo é que será um momento marcante na vida da Pequena Maria Eduarda e também para os familiares.
Para a pequena desejo muito sucesso na vida que começou faz poucos meses...saúde e tudo aquilo que dizemos a quem amamos em todas as datas comemorativas. Aos pais aquele abraço forte e as pessoas acolhedoras da cidade minhas sinceras considerações, vocês são geniais.

2 comentários:

Julis disse...

Feijoada? Eu li feijoada? Muito Booooom rsrsrsrs
Aproveite.

Tatovargas disse...

Nota 9 pelos textos! Porque 10 é só pra mim!!!